A PetDriver agora é parceira ARD Foundation!

A PetDriver agora é parceira ARD Foundation!

Já é comprovada que a presença de animais em hospitais de câncer influenciam na cura e no bem-estar de paciente. O cão não cura, mas faz com que o pacientes liberem a endorfina, o hormônio da alegria. Além disso, qualquer paciente pode ser beneficiado, desde que não haja uma contraindicação, como por exemplo, medo de animais, alergia ou problemas de respiração, etc.

A PetDriver acredita incondicionalmente no poder de cura vindos dos animais. Vários problemas podem ser melhorados no convívio com os animais. De Hiperativos a Autistas, de Ansiosos a Depressivos, muitos se beneficiam com a presença de cães nas seções.

Sobre a Fundação ARD:

A Fundação Alcides & Rosaura Diniz (ARD) nasceu em janeiro de 2017 pelas mãos da empresária paulista Ana Paola Diniz. O objetivo é mobilizar recursos e direcioná-los para a pesquisa e tratamento do câncer. Em 2006, um tumor de bexiga que havia se espalhado por vários outros órgãos tirou a vida de Alcides Diniz, pai de Ana. Como diz a própria empresária, a Fundação “nasceu em cima de muito sofrimento e hoje se transformou em esperança”.

Basicamente, a ARD prioriza pesquisas nos campos de mapeamento do genoma humano e imunoterapia, duas das mais novas promissoras terapias de combate ao câncer.

“A imunoterapia é uma luz no fim do túnel, uma das mais avançadas terapias no combate ao câncer. Utilizá-la garante 90% de chance de cura contra determinados tipos da doença”, diz Ana Paola sobre a nova terapia que visa estimular e capacitar o sistema imunológico do próprio paciente para transformar as células T Cells em CAR-T (células de defesa natural), ou seja, em verdadeiros “mísseis teleguiados”, que detectam e destroem células neoplásicas. .

A ARD levantou US$ 550 mil (cerca de R$ 1 milhão e 800 mil) no lançamento mundial, que ocorreu em setembro do ano passado, em Nova Iorque, reunindo mais de 100 personalidades, entre elas a modelo Laís Ribeiro, o ator Reynaldo Gianechinni e a artista Demi Lovato. Deste montante, US$ 275 (cerca de R$ 900 mil) foram doados para o Memorial Sloan Kattering (MSK) Cancer Center – o centro de câncer privado mais antigo do mundo, onde o Doutor Renier Brejtens desenvolve pesquisas sobre novos tratamentos imunoterápicos contra o câncer; outros US$ 80 mil (cerca de R$ 291 mil) para o MD Anderson Cancer Center, reconhecido como um dos melhores hospitais para tratamento de câncer do mundo, para pesquisa de câncer cerebral infantil e doação para o laboratório de uma máquina de sequenciamento genético; e US$ 20 mil (R$ 96 mil) para colaborar com a Santa Casa de Misericórdia, de Belo Horizonte, Minas Gerais, na compra de uma máquina de última geração (a Retcam) de diagnóstico para a retinoblastoma, possibilitando um tratamento conservador para este tipo de câncer. Será a primeira máquina deste tipo no Estado de Minas Gerais – hoje, ela só existe em hospitais do Rio e de São Paulo, além de algumas Universidades. 

O segundo evento mundial para divulgação da ARD aconteceu em Houston, Texas, no dia 10 de maio de 2018. Foi um jantar beneficente com presença da cantora brasileira Aline Muniz, que reside em Nova Iorque, e outras celebridades.

Hoje, existem mais de 32,6 milhões de pessoas com câncer no mundo. Esses pacientes somente têm à disposição tratamentos que, ao atacar a doença, afetam também células sadias com severos efeitos colaterais. A Fundação ARD nasceu para mudar este quadro! Contribua através do site: www.ardfound.org

Add Your Comment